"GUERRA SEM PISTEIROS
- JARDIM SEM FLORES"

Este é um blog de partilha de memórias e de vivências mais actuais, recordar o passado, viver o presente e olhar para o futuro...



sexta-feira, 21 de maio de 2010

Os reencontros

Depois de muitos anos sem nos vermos, o grupo conseguiu encontrar e reatar alguns dos laços de amizade até então quebrados... Todos os anos reunimos em franca alegria, num almoço convívio que reúne os velhos camaradas, mas também as suas famílias.

São momentos únicos e de pura amizade!



Para que todos estes encontros fossem possíveis, contámos com a preciosa ajuda de um camarada único e muito persistente. A ti Tavares agradecemos o esforço e empenho dedicados a esta causa.

1 comentário:

  1. Os meus parabéns pelo site dos Pisteiros, que descobri agora publicitado na Guerra Colonial.

    Já fazia falta informação de uma força especial, nascida em Vila Pery.

    Amigo Antunes, sou Francisco Dores ex-Fur.Mil.da CCaç 3554 / BCaç 3886, que esteve sediado em Mocumbura e em Nura.

    Não me lembro de no tempo em que lá estive ter contactado com Pisteiros.

    Devo dizer também que a nossa missão à chegada a Moçambique, era abrir uma picada que ligasse Mocumbura-Nura-Chioco, com a ajuda da Engenharia

    o que foi feito apenas até Nura, e só quando estavamos a 8 dias de sermos rendidos pelos checas (Jan.1974) é que fomos abrir a picada de Nura-Chioco.

    Devo também dizer que fui o primeiro homem da Companhia a entrar em Nura ( Cantina do Nura ) em cima de uma máquina de Engenharia.

    Gostaria por isso, que me fornecesses mais pormenores, do teu conhecimento daquelas localidades.

    Podes também procurar no site da Guerra Colonial fotos de Nura e Mocumbura, através do meu nome ou da Companhia.

    Um abraço

    Francisco Dores

    ResponderEliminar